Festa de Casamento

Minha esposa tem 40 anos, Negra, 1,80m, pernas longas e torneadas, seios médios, bunda redondinha, apesar do tamanho dela ela tem uma bucetinha apertadinha…
Fomos convidados para um casamento em um sítio próximo à rodovia Raposo Tavares, lá para os lados de Caucaia do Alto, lugar bonito aconchegante, como era um sítio grande tinha espaço de sobra para uma aventura, ela estava com um vestido verde que deixa suas costas de fora, o decote chega bem perto da sua bunda maravilhosa, ela estava usando uma sandália de salto alto, marfim com detalhes de flores, bem delicado, o que realçava seu lindo pé. O casamento aconteceu por volta das 18:00hs.


Estava tudo lindo muitos convidados e não havia como deixar de reparar um homem grisalho, branco, porte atlético olhando pra minha esposa como se a visse despida, tamanho o desejo dele por ela, mas não demos muita importância, contei pra ela sobre o fato e ela riu da situação, como se não acreditasse mas quis saber quem era o tal homem, não o vimos daquele momento até que…, por volta da meia noite ele apareceu novamente, desta vez ele veio até mim, e começou a puxar assunto, rodeando o assunto pra ver o que poderia acontecer. Perguntou se estava gostando da festa do lugar, elogiei o lugar é lindo J, (ele tinha se apresentado), era o dono do lugar, e disse que tinha ficado impressionado com o tamanho da minha esposa, e a elogiou (muito linda sua esposa). E papo vai, papo vem ele perguntou se iriamos ficar até amanhecer ou se tínhamos onde ficar depois para descansar, disse que não ele então, solicito, ofereceu um quarto na casa sede, mas faria uma proposta caso aceitasse ou não poderíamos ficar no quarto pois simpatizou com a gente. Ele queria transar com minha mulher na minha frente…, na hora até engasguei. Mas logo vi que ele falava sério.

Ela também assustou mas pediu para conversarmos a sós para saber se toparíamos ou não, mas nas palavras dela sabia que a danadinha estava doida pra experimentar essa nova experiência, chamamos J. para confirmar e fomos para o quarto, era nítido a empolgação dele pois nos revelara que nunca na vida dele ele havia transado com uma negra, ainda mais daquele porte.

Entrando no quarto ele já foi logo agarrando ela por traz, fazendo-a sentir a volume do seu pau, que neste momento estava duro feito pedra, ele abriu o zíper que do vestido dela deixando minha esposa somente de sandálias mesmo porque ela não usava calcinha na ocasião, o que deixou J. Louco de tesão, pôs ela de 4 na beira da cama pra poder apreciar aquela bunda enfiando sua língua hora na buceta, hora no cuzinho, deixando ela bem molhadinha de tesão, ela rebolava ainda por cima deixando J. mais tarado ainda.

Enfim ele levantou pegou uma camisinha e comeu literalmente minha amada, entrou em sua bucetinha (apesar dela ser uma mulher alta tem uma bucetinha apertadinha), ela gemeu gostosamente naquele pau e olhava para mim para ver minha reação, eu por minha vez estava comeu pau pra fora batendo uma punheta enquanto via os dois se divertindo, ela rebolava tanto que J. anunciou que não aguentaria ela rebolando daquele jeito (e como rebola gostoso), confesso é um tesão vê-la transar daquele jeito, J. explodiu em gozo enchendo a camisinha, seu pau estava meia bomba, então minha esposa ajoelhou na sua frente e começou a chupar aquela rola branca, que logo estava em riste novamente, ele a deitou de frente abriu suas pernas e cravou aquele caralho em sua bucetinha de novo dessa vez

de uma estocada arrancando dela um urro de prazer, ele bombava como se fosse a transa de sua vida ela me chamou para chupar meu pau enquanto era penetrada por J. assim o fiz, então J. não satisfeito perguntou se poderia comer o cuzinho da minha preta, ela ficou meio receosa pois seu pau não era pequeno muito pelo contrário, era grande e grosso nada demais mas fazia tempo que não dava o cuzinho. Ela topou mas pediu calma. Então segurei suas pernas abertas J. se posicionou na entrada de seu mimoso buraquinho, lambuzou seu cuzinho e começou a penetrar dava para ver a cara de satisfação dele com este feito, ela se mexia de forma que ele não conseguia se segurar e acabou gozando de novo todo suado e acabado. Pois minha nega deu-lhe uma surra de buceta e cú.
j. satisfeitíssimo, nos convidou para um fim de semana na casa de praia dele em Ilhabela, se topássemos claro, contarei na próxima.
Comentem à vontade…

2 comentários sobre “Festa de Casamento

Deixe um comentário

CAPTCHA



Online porn video at mobile phone


conto erotico 2018porno contoscontos eroticos carroconto erótico gaycontos gay recentescontos eroticos de primasmeu marido é cornocontos eroticaswww.contoerotico.comcontos eróticos femininoscontos eroticos de mulheres casadashistórias eróticoshistória eróticoscontos eroticos maetraveco dotadoconto etoticocontos eróticos tiacontos eroticos com sogracontos eroticos incestuososcontos pornográficoslesbicas contoscasos eroticoscontos eroticozlesbicas contoscontos eroticos tia e sobrinhocontos eroticos dpconto gay 2018contos eroticos brcontos eroticos de traicaocontos eroticos de sobrinhascontos eroticos velho taradocontos reais eróticoscontos heroticos incestoconto tiacontos eroticos madrastacuckqueanvontos eroticoscontos incesto mae e filhocontos eroticos viadinhocontos eroticos gaycontoseroticos incestocorno manso contocontoseroticocintos eróticoscoto eroticocontoa eroticoscontos roticoscontos analcontos eroticos lesbicocontos eroticos na academiacontos roticoscontos sacanascontos eroticos 2018contos eroticos de gordascontos eroticos categoriaconto erotico massagemcontos de encoxadascontos eróticos grátisconto gay primeira vezconto eroticorelatos eroticoscontos eroticos de coroasconto erotconto erótico lésbicacontos gays cnncontos gay casa dos contoscontos eroticos novinha safadaconto.eróticocontos eroticos genrocontos eróticos netcontos eroticos medicoconto erotico de incestocontos eroticiscont erocontos eroticosconto eróticocunhada gostosacomi minha tia contoscontos eroticos de encoxadascontos eroticos incertoscontos eroticos gay primeira vez