Minhas fantasias – Parte 2

Já fazia dois dias desde o acontecido no taxi e eu só pensava em uma coisa: sentir um pau novamente dentro de mim. Pensei onde teria um homem tarado o mais próximo de casa e me lembrei do pai da minha amiga que morava algumas ruas abaixo, resolvi ir lá.
Essa minha amiga (prefiro não citar o nome), morava com os pais. Todo mundo tem uma amiga que o pai dela te olha com cara de safado e eu estava disposta a provocar muito ele.
Ele era aquele tipo de pai mais moderno, gostava de farra, sempre ouvi boatos de que ele traia a mãe da minha amiga.


Chegando lá, como já éramos amigas a muito tempo, era de costume eu chegar e entrar, pois o portão sempre fica aberto. Costume dessas cidades menores. Quando cheguei na porta da sala, lá estava ele deitado assistindo tv. Ele estava sem camisa e com uma bermuda larga. Eu estava com uma roupa normal, um vestido que sempre uso pra ficar dentro de casa ou ir nas amigas.
– Olá, tava aberto eu entrei! – Falei entrando na sala.- Cadê a X ?
– Oi, tudo bem? – Ele falou enquanto se ajeitava no sofá. – Ela foi com a mãe dela no supermercado comprar algo pro jantar.
– Ah, ela sempre tá em casa essa hora, vou mandar mensagem para ela. – Falei e me sentei no sofá. Mas quando ia mandar a mensagem pensei “se vou realizar todas minhas fantasias, não posso perder essa oportunidade.” Fingi que enviei a mensagem e me ajeitei no sofá. Eu sabia que ele ia fazer algo para me provocar, mas os minutos passavam e nada! Eu precisava pensar em algo, foi então que resolvi fazer algo que já havia visto em um filme pornô.
– Vou ao banheiro! – Avisei e fui. Entrei no banheiro, tirei toda minha roupa e comecei chamar o nome dele como se tivesse assustada. – Vem aqui, por favor!
Rápido ele abriu a porta com cara de assustado e lá estava eu, sem roupa, novamente me oferecendo para um homem, correndo o risco de ser negada.
– Que isso? Me desculpa! Não pensei que você estava sem roupa! – Ele falou e quando iria sair do banheiro eu o puxei pelo braço. Aproximei minha boca da dele e falei.
– O jantar está pronto. – Sorri enquanto esfregava meu corpo no dele. Ele me agarrou com força e me encostou na parede.
– Eu sempre soube que você era safada! – Ele falou e começou acariciar minha boceta. Lembro como se fosse hoje, minhas pernas amoleceram na hora, ele era o pai gostoso da minha amiga que eu sempre quis pegar. Ele penetrou um dedo em mim e começou a me dedar. Soltei um gemido e ele penetrou mais um.
– Fala pra mim o que você quer. É isso? – Ele falava como se estivesse com raiva e desejo ao mesmo tempo, era excitante. Então ele abaixou a bermuda e esfregou seu pau em mim. – É isso que você quer?
– Sim – respondi enquanto sentia ele sarrando em mim e meu corpo colado na parede.
Senti sua mão forçando minha cabeça pra baixo, me ajoelhei e ele pegou seu pau e bateu na minha bochecha. Peguei seu pau e não fiz cerimonia, comecei a chupar, lamber e ele forçava minha cabeça fazendo um ritmo de vai e vem. Eu estava ficando toda lambuzada, mas estava muito gostoso.
Ele me puxou pra levantar e me colocou de cara com a parede, virada de costas pra ele. Puxou minha cintura pra trás, fazendo eu empinar minha bunda.
– Sempre apoiei a amizade da minha filha com você. – Ele falava enquanto esfregava seu pau entre minhas pernas. – Agora essa amizade vai ficar mais profunda. – Eu não acreditei quando ele disse aquilo, eu sentia meu corpo queimando, minha boceta doía de tanta vontade.
– Me come logo, por favor! – Falei quando não aguentava mais ele apenas esfregando seu pau na minha entradinha. E então ele forçou seu pau pra entrar e foi empurrando cada centímetro pra dentro. Forcei meu corpo ao encontro daquele pau gostoso até que senti ele todo dentro. Ainda doía, era recente tudo pra mim.
Desse momento em diante foi uma loucura, ele metia em mim em um ritmo frenético, gostoso, eu sentia que iria me foder inteira e eu gemia e forçava meu corpo pra trás. Ele tirava todo seu pau e enfiava de uma vez, eu sentia meu corpo amolecer e eu queria aquilo pra sempre.
– Mais, mete mais! – Eu pedia enquanto ele apertava minha cintura e me puxava de encontro seu pau e metia com força em mim.
De repente ele tirou seu pau de mim e me virou forçando minha cabeça pra baixo, sorri enquanto pegava seu pau e engolia ele com minha boca sedenta pelo pau dele. Chupei bem gostoso e então engoli sua porra quentinha. Continuei chupando seu pau, limpando ele inteirinho.
Nesse dia eu tive a certeza de que estava cada vez mais safada e louca para realizar tudo. Fui embora satisfeita para casa, mas com certeza amanhã seria uma nova história.

Deixe um comentário

CAPTCHA



Online porn video at mobile phone


conto erótico gaycontos eroticos curtoscontos eroticos analcontos eroticos sobrinha novinhacontos eróticos de novinhascomendo um cuzinhocontos eroticos gay primocontos eroticos chantagemtransei com meu padrastoconto erotico gay primeira vezconto comi minha tiacontos encoxadacrossdresser contoscontos erotico reaisgay contos eroticoscontos cunhadacontos eorticoscontos eroticoa gaycontos incesto gaycontos eróticos de incestoscontoeróticocontos eroticos lesbicascontos eroticos atuaiscontos eroticos avoconto eroticoscomendo a sograhistorias de incestocontos eroticos amigocomendo a cunhada contosconto erotico sobrinhacontos sexo incestoconto erotico tiacontos de sexo com a empregadacontos eróticos meninasconto de travesticontos eróticos femininocontos traiçãocontos eróticos com animaisconto erotico gratiscontos eroticos com padrastoconto eroticos reaiscontos eroticos 2018contos eroticos esposacontos eróticos swingcontos eroticos atualizadoscontos gay últimoscontos eróticos swingencoxando a mãecontos incestconto eróticosconyos eroticosconto comi minha tiacontos eroticos comendo a sobrinhaimcestotextos eróticoscuckqueanputinha do papaiconto erotico ginecologistacontos eroticos carrocontos de casalcontos eroticos de traicaocontos eroticos ginecologistaenteada gostosacontos sensuaiscontos eróticos de cornoconto erconto erotico encoxadaconto porno gaycontos eroticos incestoscontos eróticos novinhascontos eroticos realcontos eroticos femininocontos eróticos analcomendo um cuzinhoconto erotico coroaconto de putariacontos erótico gaycontos eroticos de encoxadascontos eroticos incestoscotos eroticosconto erotico encoxadacontos gay sexocontos eróticos com travestiscotos eroticosconts eroticoscontos eroticos professorcontos eroticos de novinhas